0

Mulher de 30: conheça os motivos que dificultam o namoro

Marina Mantovanini

Quando a era balzquiana chega para uma mulher, ela se sente mais preparada para a vida, mas isso não significa que as questões amorosas estejam perfeitamente resolvidas, pelo contrário, as solteiras exaltam as dificuldades de se encontrar um namorado nessa altura do campeonato. As reclamações giram em torno da falta de comprometimento dos homens ou da escassez do "produto" no mercado e o grande x da questão é: como encontrar um par perfeito depois dos 30?

Vida contemporânea

A Dra. Blenda de Oliveira, psicoterapeuta de adultos, adolescentes, crianças, famílias e casais, de São Paulo, explica que o mundo contemporâneo mudou a forma como os relacionamentos se organizam e que novos códigos de conduta estão sendo criados para casais e famílias.

A mudança de papel da mulher dentro do relacionamento também é outro fator a ser considerado: "todos sabemos que a mulher ainda tenta conciliar a vida doméstica com a vida profissional, por isso vemos muitas delas confusas com os diversos papéis que passaram a ter. Acontece o mesmo com os homens. A vida para eles, lá no machismo bem estabelecido, era clara, suas obrigações eram bem definidas e as fronteiras entre eles e as mulheres eram claras. Agora com o extenso leque de opções, o homem precisa achar seu lugar."

Hoje também os filhos permanecem mais tempo em casa. De um lado temos jovens adultos vivendo uma vida de adolescentes e emocionalmente atrelados aos pais, porém com necessidades de construir sua vida profissional, poupar dinheiro e pensar no futuro. Há aí um conflito entre um adulto e um adolescente que considera uma proteção estar ainda sob os cuidados dos seus pais. "Um relacionamento amoroso e comprometido requer amadurecimento e autonomia. Não tenho dúvida que sob a justificativa econômica há impactos importantes na condução da vida afetiva."

Rosa Macedo, professora e coordenadora do Núcleo de Família e Comunidade da Puc, de São Paulo, também cita como um dos fatores de mudança, a rapidez do mundo moderno. "Hoje a comunicação é instantânea, as coisas mudam mais rapidamente e ninguém tem muito tempo para investir em um relacionamento a longo prazo. Os namoros são efêmeros e a busca é pelo prazer imediato."

Principais dificuldades

A ilusão de encontrar o parceiro ou parceira ideal se traduz num conjunto de exigências por parte das mulheres e dos homens o que dificulta enfrentar o risco de um compromisso amoroso
A ilusão de encontrar o parceiro ou parceira ideal se traduz num conjunto de exigências por parte das mulheres e dos homens o que dificulta enfrentar o risco de um compromisso amoroso
Foto: Getty Images

Grande parte das mulheres nessa idade está às voltas com a questão da maternidade. Para muitas, casar é fundamental para se tornarem mães, principalmente em países latinos e com grande influência religiosa como o Brasil. Dessa forma, quando encontram um homem, elas têm em mente o que querem realmente dele: compromisso ou algo passageiro.

Além da questão materna, Blenda diz que há uma mudança de prioridade para homens e mulheres. "Tudo acontece mais tarde, muitos homens e mulheres preferem solidificar suas carreiras profissionais a empreender um casamento ou um compromisso amoroso. Há uma espécie de exagero naquilo que se entende como liberdade e, assim, os encontros estão mais suscetíveis a desencontros".

Rosa concorda e completa que a tal estabilidade financeira geralmente vem depois dos 30: "em países latinos as relações se baseiam na pirâmide invertida. Homens mais velhos tendem a procurar mulheres mais novas. Ao mesmo tempo para a mulher quanto mais o tempo passa, mais difícil ela conseguir se relacionar".

Cheguei aos 30, e agora?

Mutas vezes a ilusão de encontrar o parceiro ou parceira ideal se traduz num conjunto de exigências por parte das mulheres e dos homens o que dificulta enfrentar o risco de um compromisso amoroso. Relacionar-se amorosamente é sempre um risco, há sempre decepções, frustrações e as paixões arrefecem para dar lugar a construção de projetos comuns.

Se você é daquelas mulheres que acham que a felicidade está no outro e não em você, comece a repensar isso, estar só não significa incompetência, mas sim que você ainda não achou alguém que te complementasse. Precisar de um homem desesperadamente pode te levar a se relacionar com alguém por puro comodismo.

Lembre-se que a sua vida vale muito e você é a maior responsável por ela. Um parceiro será o complemento, como você será para ele, por isso busque a sua tranquilidade e equilíbrio. "Os homens, de modo geral, têm um processo de amadurecimento diferente da mulher e, por si só, a mulher com seus desejos, sua força pode assustar alguns homens. Portanto, tente o caminho da tranquilidade. Se ele não ligar no dia seguinte, siga em frente, a vida continua, não pare", finaliza Blenda.

Terra

compartilhe

publicidade
publicidade