1 evento ao vivo

Com 1,29metro de pernas, modelo ‘sofre’ por ser alta demais

Chase Kennedy conta ter sido rejeitada por várias agências por ser alta demais

24 nov 2015
18h49
atualizado às 18h52
  • separator
  • comentários

Uma modelo de 22 anos acredita ter as pernas mais longas da América, porém, ao contrário do que se imagina, isso não a ajudou na carreira, pelo contrário. Chase Kennedy contou ao Daily Mail que foi rejeitada por algumas agências por ser alta demais.

Chase têm 1,98 metros de altura e suas pernas medem 1,25 metros
Chase têm 1,98 metros de altura e suas pernas medem 1,25 metros
Foto: Instagram / Reprodução

Siga Terra Estilo no Twitter

Com 1,98 metro de altura, as pernas da americana medem 1,29 metro. As medidas já geraram apelidos maldosos na escola, como “girafa”, mas também ajudaram Chase e se destacar no vôlei e no basquete.

A modelo já quebrou o recorde americano de Holly Burt, que tem 1,25 metro de perna, e conta ter orgulho dessa conquista, “não mudaria nada... Acredito que tenho o recorde das pernas mais cumpridas da América e amo ser alta”.

Chase e Lauren Williams, que já deteve o recorde de modelo com as pernas mais longas da América (1,24 metros)
Chase e Lauren Williams, que já deteve o recorde de modelo com as pernas mais longas da América (1,24 metros)
Foto: Instagram / Reprodução

O namorado de Chase tem 1,95 de altura, mas ela admite que relacionamentos foram um problema no passado. “Sinto que os homens se intimidam com a minha altura e é difícil achar alguém mais alto”, explica. “Eu prefiro sair com caras mais altos, mas já namorei pessoas alguns centímetros mais baixas. Não me importo muito com isso, elas só não podem ter menos que 1,85 metro”.

Apesar de se mostrar confiante, Chase nem sempre gostou de ser alta. Quando iniciou o ensino médio, ela já media 1,85 metro, acima da altura média dos homens. “Quando era mais nova queria ser menor para me encaixar”, conta. “As pessoas comentavam sobre minha altura e me chamavam de ‘árvore’ ou ‘girafa’.” A modelo ainda lembra que sempre usava sapatilhas, mas morria de vontade de usar saltos nos bailes. “Mas ao crescer, percebi que (ser alta) é melhor, faz parte de mim”.

Chase atua como modelo há três anos e afirmou que durante a adolescência foi abordada por várias agências, mas à medida que foi crescendo, as propostas diminuíram. “Em muitas empresas, o limite de altura é 1,80 metro... Eles dizem que gostam da minha aparência, mas não podem fazer nenhum trabalho comigo”.

Chase e os irmãos Shane e Devin
Chase e os irmãos Shane e Devin
Foto: Instagram / Reprodução

Compras também são difíceis, como a modelo explica. “Minhas pernas são longas demais. Então se eu provo um short, ele pareceria um minishort em mim ou até uma roupa íntima. Saias e vestidos são um problema também”.

Mas a altura da americana não é surpresa se comparada com a de sua família. O pai, Matthew, mede 2,4 metros e a mãe, Chris, tem 1,80. Seus irmãos Shane e Devin têm 1,98 e 2 metros, respectivamente. “Sinto pena de quem senta atrás de nós no cinema”, ela brinca.

Terra

compartilhe

comente

  • comentários
publicidade
publicidade