0

Editar fotos para redes sociais é "estúpido", diz modelo

Hannah Davis critica "mundo fantasioso" e afirma que só posta imagens pessoais sem retoques

13 nov 2015
18h15
  • separator
  • comentários

Hannah Davis pode parecer perfeita na capa da revista americana Sports Illustrated, porém, a modelo de 25 anos afirma que só entram em suas redes sociais fotos pessoais não retocadas. As informações são do Daily Mail .

Siga Terra Estilo no Twitter

Thank you to my @si_swimsuit and @imgmodels family! I am honored to be your 2015 cover girl! Wow!! #SISwim

Uma foto publicada por Hannah Davis (@hanni_davis) em

Em entrevista ao site da revista Cosmopolitan, Hannah, que recentemente ficou noiva do ex-jogador de baseball Derek Jeter, disse não usar nenhum aplicativo de edição de imagem porque acha que eles passam algo falso. “Seja feliz com o que tem. Não há problema em não ter uma cintura minúscula. Você está vivendo em um mundo fantasioso com todas essas edições. Não é a vida real”, compartilha a modelo.

O incômodo com as ilusões das redes sociais não é apenas de Hannah. No começo do mês, a blogueira Essena O'Neill apagou as mais de duas mil fotos do Instagram e criticou a vida perfeita que essas mídias passam para o público.

Segundo Hannah, é triste ver garotas mais jovens tentando se parecer com a boneca Barbie e usando vários aplicativos de edição no celular. “Menos é mais. Especialmente se você quer se manter fiel a quem é”, aconselha.

Scary movie, now I'm UPPP ugghh! 😝😝😝😁😁😁👻

Uma foto publicada por Hannah Davis (@hanni_davis) em

Mas não para por aí. Hannah, que também é apresentadora do programa de moda americano Project Runway Junior , disse que essas edições de fotos são “muito estúpidas”.  “Se eu editar minhas fotos para parecer com alguma coisa (que não sou), quando as pessoas me verem na vida real ficarão confusas, tipo, ‘nossa! A bunda dela nem é tão grande’”, explica.

A modelo admite ser uma pessoa discreta, que não gosta de compartilhar fotos nas redes sociais, porém, acaba cedendo por ser parte do trabalho. “Meus agentes, publicitários, sempre tem alguém dizendo ‘agora você precisar postar esta foto’ e eu penso no que este mundo virou”.

Hannah se sente frustrada porque, muitas vezes, nem pode optar por não compartilhar suas coisas. “Isso está dentro dos contratos atualmente. Então você não tem muita escolha com as redes sociais”, revela.

A modelo ama o que faz, mas admite que a indústria da moda é muito conformada em relação às modelos. “Gostaria de ver corpos diferentes na passarela e nas campanhas. Quando eles aleatoriamente colocam uma modelo plus-size no desfile é mais uma ação publicitária, não algo que reflete a marca”.

“Acho isso nojento. Eles não fazem isso pelas razões certas. Essas marcas nem fazem roupas para garotas maiores, porém, ainda as usarão na passarela porque querem virar manchete”, dispara a modelo.

Terra

compartilhe

comente

  • comentários
publicidade
publicidade