0

Como o Facebook sabe sobre seus encontros no Tinder

21 out 2015
12h26
atualizado às 12h42
  • separator
  • comentários

Usuários de aplicativos de relacionamentos amorosos expressaram preocupações sobre privacidade após paqueras terem aparecido como sugestões de amizades no Facebook.

Foto: Reprodução Tinder Club

Os casos foram registrados com integrantes de apps como Tinder e Grindr e foram chamados de "assustadores".

O usuário Dale, de 26 anos, disse que seu perfil no app de encontros Grindr não está ligado à sua conta no Facebook mas que, mesmo assim, recebe sugestões de amizade de pessoas com as quais conversou.

"No Grindr, você controla sua privacidade, você não coloca a sua informação toda ali como no Facebook... você realmente não sabe quem essas pessoas são".

"Eu já tive experiências ruins com pessoas no Grindr - eu não quero que elas descubram meu sobrenome, minha região... é realmente inconveniente".

Thea disse ter tido um "match" no Tinder que apareceu diversas vezes como indicação no Facebook, apesar de ter clicado no botão para remover as sugestões de amizades. Eles nunca chegaram a trocar números.

"Acho que isso é um pouco irritante, especialmente se não gostei da pessoa e não tenho vontade nenhuma de vê-la novamente".

Outro usuário do Tinder, Shaun, disse à BBC ter tido duas sugestões de amizades com quem o único contato tinha sido um "match" no aplicativo - eles não tinham nenhum amigo em comum. Seu celular está ligado à sua conta no Facebook mas ele também não tinha dado seu número a paqueras.

Paquera no LinkedIn

E não é só no Facebook. Alina deu seu número para alguém que tinha conhecido no Tinder. Teve um encontro, mas esqueceu-se da paquera. Um ano depois, e com um número de celular diferente, o rosto do flerte apareceu entre sugestões de contato no LinkedIn.

"Eu sou surpreendida pela internet todos os dias... mas este caso em particular me assustou".

O que estaria por trás disso? Daniel Cuthbert é o diretor de operações da empresa de pesquisa em segurança SensePost e diz que a questão é relacionada ao número de celular.

Segundo ele, entre os vários algoritmos usados pelo Facebook, o site acessa os números de contatos do usuário e o compara com outras agendas - a autorização para esse acesso é dada pelo usuário quando o aplicativo é instalado.

"O que o Facebook e o Tinder fazem vai pela sua agenda, eles acessam seus números de telefone e correlacionam entre os seus números e os números de outras pessoas - e sugere pessoas baseadas nisso", disse.

E o que o diz o Facebook? "Não usamos informação de outros apps (como Tinder e Grindr) para mostrar sugestões de amizades", disse um porta-voz à BBC.

"As sugestões de 'Pessoas que você talvez conheça' são pessoas no Facebook que você talvez conheça. Mostramos pessoas baseadas em amigos em comum, informações de trabalho e educação, grupos que você faz parte, contatos que você importou e muitos outros fatores".

"As pessoas têm opções que ajudam a limitar como elas são encontradas no Facebook. Por exemplo, você pode filtrar quem te manda pedidos de amizade, e também quem pode te pesquisar no Facebook usando o seu e-mail ou número de telefone".

Como se proteger?

E se você não quiser ser encontrado? O que fazer?

O analista de segurança Paul Amar sugere a criação de uma conta de Facebook falsa somente para aplicativos de relacionamentos.

"Não use seu número de telefone verdadeiro ou nome completo, e não relacione essa conta a qualquer um de seus outros perfis online, usando este perfil para toda sua atividade de paquera online".

Mas isto vai contra os termos de serviço do Facebook e contas falsas correm o risco de serem desativadas.

Um porta-voz do Tinder disse à BBC: "Se você permitir, o Tinder acessa sua lista de amigos no Facebook para estabelecer se você tem qualquer conexão comum com seu 'match' potencial no Tinder".

"O Tinder não fornece o Facebook com informação de 'match' que possa ser usada em recomendações de amizade do Facebook".

O Grindr também comentou: "Estamos focados na privacidade de nossos usuários. Porque queremos criar uma experiência segura e confortável para cada usuário. Assim, não compartilhamos informação com o Facebook e o Instagram".

"Apesar de usuários poderem compartilhar links em seus perfis no Grindr, excluímos a opção de acesso ao Grindr através de autenticação pelo Facebook e não pedimos números de telefones em nossa política de 'sistema fechado'".

BBCBrasil.com BBC BRASIL.com - Todos os direitos reservados. É proibido todo tipo de reprodução sem autorização escrita da BBC BRASIL.com.

compartilhe

comente

  • comentários
publicidade
publicidade