0

Cadeirinha e capacete são obrigatórios em passeio de bike

11 abr 2013
07h08
atualizado às 07h08
  • separator
  • 0
  • comentários
  • separator

A bicicleta é um meio de transporte saudável e sustentável, que nos últimos anos tem deixado de ser vista apenas como uma opção para passeios e invadido as ruas de grandes cidades. Muitos pais ciclistas compartilham as pedaladas com os filhos pequenos, e para que a prática seja segura para todos, é preciso tomar alguns cuidados. O Código de Trânsito Brasileiro permite o transporte de outros passageiros na bicicleta, incluindo as crianças, contanto que seja em um “assento especial a ele destinado”.

Cadeirinha traseira fixada no quadro com apoio lateral e para os pés é a mais segura
Cadeirinha traseira fixada no quadro com apoio lateral e para os pés é a mais segura
Foto: Shutterstock

A paulistana Silvia Ballan tem na bicicleta uma grande aliada. Tanto que, além de trabalhar como produtora de vídeo, é também bike anjo. Bike anjo é um ciclista experiente e apaixonado por esse meio de transporte, que ajuda de forma voluntária ciclistas iniciantes a andar com segurança nas cidades. Portanto, nada mais natural do que passar a paixão para suas filhas, Beatriz, 14 anos, e Marina, cinco anos, que tiveram seu primeiro passeio antes mesmo de completar o primeiro ano de vida.

Silvia conta que o momento certo de começar a carregar o bebê na cadeirinha é quando mãe e bebê se sentirem confortáveis. “O ciclista precisa estar seguro para passar isso pra criança”, diz. O pequeno também já deve sentar e firmar a cabeça sozinho. Segundo Silvia, isso costuma acontecer por volta dos 11 meses, quando a criança já se apoia em móveis, com todo o corpinho firme. Ela ressalta que, para dar certo, as seguranças física e psicológica são fundamentais.

Além de usar todos os equipamentos protetores, é importante conversar com a criança, explicar o comportamento adequado para que o passeio transcorra sem problemas, como não tentar sair da cadeirinha e não se movimentar bruscamente. Diariamente, os trajetos de ida e volta para o trabalho de Silvia e para a escola de Bia e Nina são percorridos sobre duas rodas. Segundo ela, a harmonia é essencial. “Nós conversamos, dividimos as ideias e as experiências do caminho como, por exemplo, quando vemos um carro ocupando a faixa de pedestres, conversamos entre nós sobre como isso é errado”, conta ela.

Itens indispensáveis

Existem dois tipos de cadeirinha, que podem ser instaladas na parte traseira ou na dianteira da bicicleta. A cadeira dianteira é fixada no guidão, e é indicada para os primeiros passeios. Já a traseira, mais indicada para crianças maiores, pode ser fixada no quadro ou no bagageiro. 

Silvia recomenda a cadeira traseira com encosto de cabeça fixada no quadro, protetor nas laterais e no pé, e cinto de três pontos. Segundo ela, este tipo de produto proporciona um amortecimento em guias, buracos e outras irregularidades do solo, o que não acontece com a cadeira que fica presa ao bagageiro, que possui a altura do encosto até o ombro da criança e oferece pouca proteção lateral e para os pés. No entanto, ela ressalta que nem todos os modelos de bicicleta comportam uma cadeirinha.

Além da cadeirinha com cinto de segurança, o capacete é um acessório indispensável para garantir a segurança dos pequenos. Existem no mercado capacetes de diversos tamanhos, e é muito importante que ele esteja ajustado confortavelmente na cabeça da criança, nem apertado, nem solto

Veja também:

Cartola - Agência de Conteúdo - Especial para o Terra Cartola - Agência de Conteúdo - Especial para o Terra
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade