publicidade
26 de julho de 2012 • 14h37

Kristen Stewart não está sozinha: maioria das traições acontece no trabalho

Rupert dirigiu Kristen no filme Branca de Neve e o Caçador e o fato de terem sido colegas de trabalho pode ter ajudado no affair
Foto: Getty Images
 

As fotos da atriz Kristen Stewart, namorada do também ator Robert Pattinson, beijando o diretor Rupert Sanders foram o assunto da semana. Os dois foram flagrados aos beijos e, assim que as fotos vazaram, pediram desculpas publicamente. Rupert, que é casado, dirigiu Kristen no filme Branca de Neve e o Caçador e o fato de terem sido colegas de trabalho pode ter contribuido para o affair.

Uma pesquisa realizada por uma agência de matrimônio, a Ilicit Encounters, revela que mais de 30% dos casos extraconjugais acontecem com pessoas com quem se passa bastante tempo no ambiente de trabalho. Segundo o levantamento, há 2,5 milhões de infiéis apenas na Inglaterra e, desse total, 31% dos homens e 39% das mulheres tiveram caso com alguém da empresa. Além disso, um quarto dos homens e um quinto das mulheres admitiram ter flertado com algum colega no escritório.

As pessoas de convivência na empresa também são objetos de desejo, com 16% das mulheres e 8% dos homens admitindo que têm fantasias com os colegas. A pesquisa da Ilicit Encounters, publicada pelo site Female First, revela que os homens flertam mais do que as mulheres, mas são elas que, no entanto, costumam concretizar a traição.

Segundo a porta-voz da empresa, Rosie Freeman-Jones, as longas jornadas de trabalho e o uso da tecnologia, que mantém as pessoas em contato mesmo fora do expediente, incluindo fins de semana e férias, também colaboram para incentivar os casos. "Trabalho é a desculpa perfeita para justificar porque se está mandando e-mails a todo momento ou chegando a casa tarde. No entanto, casos no ambiente de trabalho nunca são boa ideia e podem levar a um ambiente complicado, mesmo para que os que não estão envolvidos nos relacionamentos", disse.

Ponto a Ponto Ideias