publicidade
26 de janeiro de 2013 • 20h11

Abraço, beijo e sexo diminuem estresse e pressão arterial

Foto: Getty Images
 

 

Existe mais um motivo para abraçar as pessoas, além de demonstrar carinho, de acordo com um novo estudo. Um pesquisador da Universidade de Viena descobriu que abraçar a pessoa amada alivia o estresse, ansiedade, regula a pressão arterial e melhora a memória. No entanto, abraçar um estranho pode provocar o efeito contrário. As informações são do Huffington Post.
 
Especialistas acreditam que os benefícios se devem ao hormônio oxitocina: um abraço simples parece aumentar os níveis do “hormônio do amor”. A substância parece ter um efeito mais potente sobre as mulheres do nos homens e é ideal após um dia duro de trabalho. 
 
Outros gestos também podem ajudar na produção de oxitocina:
 
Falar: mesmo sem o contato direto, conversar com o parceiro pode ajudar a regular a pressão arterial, em comparação com bater papo com uma pessoa menos significativa, além de fortalecer o relacionamento. 
 
Beijar: o beijo aumenta o nível de oxitocina e diminui o cortisol (hormônio do estresse). 
 
Sexo: além de relaxar, você queima calorias e aumenta o número de um anticorpo específico no combate a resfriados. As relações sexuais também promovem sono de mais qualidade. 
 
Terra