inclusão de arquivo javascript

Mulher

 
 

Decorar a casa não precisa custar os olhos da cara

Na sala de Neza César os móveis vintage ganharam repaginação e tecidos como veludo, jacquard, seda e linho - tudo de pontas de estoque. Foto: Lucas Lacaz Ruiz/Divulgação

Na sala de Neza César os móveis vintage ganharam repaginação e tecidos como veludo, jacquard, seda e linho - tudo de pontas de estoque
Foto: Lucas Lacaz Ruiz/Divulgação

A mostra "Morar Mais por Menos - o chique que cabe no bolso", que ocorre em São Paulo, de 12 de abril a 22 de maio, é a prova de que com um pouco de reciclados, garimpo em lojas de antigüidades, uso de materiais alternativos e muita criatividade dá para criar ambientes chiques e a baixo custo. A idéia é expor ambientes baratos criados pelos 56 arquitetos, decoradores, designers e paisagistas que participam da mostra.

Veja as fotos

Os pisos caríssimos foram substituídos por cimento queimado; as cadeiras ganharam revestimento de retalhos de ótimos tecidos, mas que podem ser conseguidos até de graça; paredes que exigiriam muito trabalho com recuperação, foram cobertas com juta; luminárias italianas foram substituídas por peças criadas com baldes, entre outras diversas soluções que podem deixar um projeto de arquitetura bem mais acessível.

A proposta não é uma decoração com cara de coisa baratinha, mas usar materiais baratos de forma elegante e com cara de que se gastou rios de dinheiro. "Tive a idéia de fazer essa mostra depois de casar. Eu não tinha dinheiro para decorar a casa e achei que o jeito fosse partir para uma decoração improvisada. Orientada pela minha mãe, contratei um arquiteto e disse que queria tudo bem baratinho. Consegui deixar minha casa linda, com baixo orçamento e feita por um profissional", diz a organizadora do evento, Sabrina Schuback Rocha.

Mesmo quem tem dinheiro para gastar com decoração sabe que o chique é ser econômico e evitar desperdícios. Partindo desse preceito, a mostra seduziu arquitetos renomados, que foram pautados para criar ambientes para um cliente de bom gosto, viajado e que dá valor ao dinheiro.

"O projeto administra os custos de uma maneira equilibrada. No geral, deve sair a um bom preço, mas pode ter uma única peça cara e todas as outras bem baratinhas, desde que o preço final seja acessível", diz Sabrina.

Serviço:
"Morar Mais por Menos, o chique que cabe no bolso"

Data: de 12 de abril a 22 de maio de 2005
Horário: de terça a sábado, das 12h às 22h, e aos domingos, das 10h às 20h
Local: Av. Oscar Americano, 594 (entrada pela R. Albertina de Oliveira Godinho, 80) Morumbi - São Paulo
Preços do ingresso: R$ 15. Estudantes e idosos com mais de 60 anos têm desconto de 50%.
Estacionamento com manobrista: R$ 10
Informações ao público: (11) 3813-8182/3814-3484 ou pelo site www.morarmaispormenos.com.br

Redação Terra
  1. Marcelo Faisal transformou o ambiente com menor impacto e custo possível ao usar os materiais existentes e criar vários pontos de interesse. Por sua extensão e característica, o ambiente foi dividido em vários espaços, onde o bambuzal fechado foi transformado em um Templo Zen. A piscina não recebeu troca de azulejos, apenas recuperação  Foto: Lucas Lacaz Ruiz/Divulgação

    Marcelo Faisal transformou o ambiente com menor impacto e custo possível ao usar os materiais existentes e criar vários pontos de interesse. Por sua extensão e característica, o ambiente foi dividido em vários espaços, onde o bambuzal fechado foi transformado em um Templo Zen. A piscina não recebeu troca de azulejos, apenas recuperação

    Foto: Lucas Lacaz Ruiz/Divulgação

  2. L´Oeil e Gilberto Elkis criaram um jardim em estilo contemporâneo, com composição de vasos com tijolo e pedriscos no chão. A intenção é causar impacto com a quantidade de vasos grandes (21 vasos com 1 m de diâmetro) com grama coreana que foram colocados no ambiente e na repetição da seqüência das cenas  Foto: Lucas Lacaz Ruiz/Divulgação

    L´Oeil e Gilberto Elkis criaram um jardim em estilo contemporâneo, com composição de vasos com tijolo e pedriscos no chão. A intenção é causar impacto com a quantidade de vasos grandes (21 vasos com 1 m de diâmetro) com grama coreana que foram colocados no ambiente e na repetição da seqüência das cenas

    Foto: Lucas Lacaz Ruiz/Divulgação

  3. O designer de interiores Francisco Cálio criou um espaço multiuso para a garagem. Com estilo contemporâneo, a iluminação é o destaque do projeto, valorizando o carro e as peças de design e arquitetura. O piso é granilite com uma releitura, em que a resina aplicada faz a diferença dos usados na década de 60. Tapete, estofado e poltronas completam a decoração do ambiente e dão um ar aconchegante e chique para este espaço  Foto: Lucas Lacaz Ruiz/Divulgação

    O designer de interiores Francisco Cálio criou um espaço multiuso para a garagem. Com estilo contemporâneo, a iluminação é o destaque do projeto, valorizando o carro e as peças de design e arquitetura. O piso é granilite com uma releitura, em que a resina aplicada faz a diferença dos usados na década de 60. Tapete, estofado e poltronas completam a decoração do ambiente e dão um ar aconchegante e chique para este espaço

    Foto: Lucas Lacaz Ruiz/Divulgação

  4. Cesar Messias de Souza e Denise Dorgan criaram um espaço para senhoras. O lugar serve para costurar, pintar, ler ou escrever. Um antigo guarda-roupa, comprado na Feira de Antigüidades do Bexiga (SP), foi reformado e virou estante e uma poltrona adquirida no família vende tudo recebeu forro com tecidos de estampas florais  Foto: Lucas Lacaz Ruiz/Divulgação

    Cesar Messias de Souza e Denise Dorgan criaram um espaço para senhoras. O lugar serve para costurar, pintar, ler ou escrever. Um antigo guarda-roupa, comprado na Feira de Antigüidades do Bexiga (SP), foi reformado e virou estante e uma poltrona adquirida no "família vende tudo" recebeu forro com tecidos de estampas florais

    Foto: Lucas Lacaz Ruiz/Divulgação

  5. A brinquedoteca, de Cristina De Nicola e Salete De Nicola, estimula a criança a explorar, sentir, experimentar e brincar com brinquedos lúdicos e de madeira, jogos, bolas, bonecas de pano e lousa. As paredes foram pintadas por cenógrafas, com formas sinuosas e cores suaves. O chão ganhou laminado bege, ideal para as crianças brincarem com tintas e água  Foto: Lucas Lacaz Ruiz/Divulgação

    A brinquedoteca, de Cristina De Nicola e Salete De Nicola, estimula a criança a explorar, sentir, experimentar e brincar com brinquedos lúdicos e de madeira, jogos, bolas, bonecas de pano e lousa. As paredes foram pintadas por cenógrafas, com formas sinuosas e cores suaves. O chão ganhou laminado bege, ideal para as crianças brincarem com tintas e água

    Foto: Lucas Lacaz Ruiz/Divulgação

  6. A arquiteta Rosana Campos projetou um armário de casal com estilo contemporâneo e arrojado. A organização dos espaços ganhou acabamento frontal exclusivo em alumínio bronze, com detalhes em acrílico e prateleiras em vidro. As portas de correr, fabricadas sob medida, receberam um sistema de rolamento superior e inferior silencioso  Foto: Lucas Lacaz Ruiz/Divulgação

    A arquiteta Rosana Campos projetou um armário de casal com estilo contemporâneo e arrojado. A organização dos espaços ganhou acabamento frontal exclusivo em alumínio bronze, com detalhes em acrílico e prateleiras em vidro. As portas de correr, fabricadas sob medida, receberam um sistema de rolamento superior e inferior silencioso

    Foto: Lucas Lacaz Ruiz/Divulgação

  7. Há um espaço para a prática de ginástica, ioga e meditação  Foto: Lucas Lacaz Ruiz/Divulgação

    Há um espaço para a prática de ginástica, ioga e meditação

    Foto: Lucas Lacaz Ruiz/Divulgação

  8. Manoela Schulze, Ariadne Santini e Paula Brenha usaram cimento queimado no piso e substituíram os tradicionais armários por aramados (suportes de aço ou alumínio) para deixar o ambiente mais leve, funcional e dar um toque de inovação para a cozinha. Além disso, os ingredientes que ficam à mostra dão o toque na decoração, que ocupa área de 30m2  Foto: Lucas Lacaz Ruiz/Divulgação

    Manoela Schulze, Ariadne Santini e Paula Brenha usaram cimento queimado no piso e substituíram os tradicionais armários por aramados (suportes de aço ou alumínio) para deixar o ambiente mais leve, funcional e dar um toque de inovação para a cozinha. Além disso, os ingredientes que ficam à mostra dão o toque na decoração, que ocupa área de 30m2

    Foto: Lucas Lacaz Ruiz/Divulgação

  9. O projeto de Marcitta Fogaça e Marcelo Bueloni era transformar o velho em novo no terraço da sala principal. O ambiente tem pé-direito alto, portas e janelas grandes e tijolo aparente. O piso deu lugar ao concreto estampado, que simula um antigo assoalho de madeira, e uma viga ganhou uma película adesiva, criando o efeito de uma tatuagem  Foto: Lucas Lacaz Ruiz/Divulgação

    O projeto de Marcitta Fogaça e Marcelo Bueloni era transformar o velho em novo no terraço da sala principal. O ambiente tem pé-direito alto, portas e janelas grandes e tijolo aparente. O piso deu lugar ao concreto estampado, que simula um antigo assoalho de madeira, e uma viga ganhou uma película adesiva, criando o efeito de uma "tatuagem"

    Foto: Lucas Lacaz Ruiz/Divulgação

  10. A sala de Neza César tem 50m2 e paredes em tom pistache e plano arquitetônico na cor berinjela. Os móveis vintage ganharam repaginação e tecidos como veludo, jacquard, seda e linho - tudo de pontas de estoque. O lustre central foi feito com garrafas PET e, os abajures, com baldes plásticos  Foto: Lucas Lacaz Ruiz/Divulgação

    A sala de Neza César tem 50m2 e paredes em tom pistache e plano arquitetônico na cor berinjela. Os móveis vintage ganharam repaginação e tecidos como veludo, jacquard, seda e linho - tudo de pontas de estoque. O lustre central foi feito com garrafas PET e, os abajures, com baldes plásticos

    Foto: Lucas Lacaz Ruiz/Divulgação

  11. No Espaço Zen e no Jardim do Espaço Zen, Cilene Monteiro Lupi usou materiais alternativos, como o carretel de fiação da Cia de Energia Elétrica como mesa. O ambiente tem área para massagem e para banho de ofurô. O espaço tem 85m2 e integrou elementos da natureza  Foto: Lucas Lacaz Ruiz/Divulgação

    No Espaço Zen e no Jardim do Espaço Zen, Cilene Monteiro Lupi usou materiais alternativos, como o carretel de fiação da Cia de Energia Elétrica como mesa. O ambiente tem área para massagem e para banho de ofurô. O espaço tem 85m2 e integrou elementos da natureza

    Foto: Lucas Lacaz Ruiz/Divulgação

  12. Os detalhes em granito preto enriquecem o banheiro  Foto: Lucas Lacaz Ruiz/Divulgação

    Os detalhes em granito preto enriquecem o banheiro

    Foto: Lucas Lacaz Ruiz/Divulgação

/foto/0,,00.html