Comportamento

publicidade

Pessoas preferem comer salada a fazer sexo, diz estudo

O terapeuta sexual Ian Kerner disse que a escolha acontece porque as pessoas deixam de inovar na cama
Foto: Getty Images
 

Comer é uma das coisas mais prazerosas da vida, tanto que algumas pessoas poderiam abrir mão de noites de sexo por comida. De acordo com um estudo realizado pelo Match.com, um em cada três solteiros prefere ficar sem sexo por um ano a deixar de apreciar seu prato preferido pelo mesmo período. As informações são do site Female First.

O mais surpreendente é que alguns entrevistados ficariam satisfeitos em trocar as relações sexuais por salada, segundo o site Love Bites, que fez um levantamento com 4 mil solteiros. Além disso, os comprometidos também têm uma relação insatisfatória com o sexo. A pesquisa questionou 3,5 mil indivíduos casados e descobriu que 28% priorizam comida a sexo. Como se já não bastasse, enquanto a maioria dos entrevistados está disposta a sacrificar sexo em troca de carne e chocolate, alguns também poderiam abrir mão das relações por frutas e salada.

O terapeuta sexual Ian Kerner disse que a escolha acontece porque as pessoas deixam de inovar na cama. "Se você está escolhendo alimentos em vez de sexo, talvez precise refletir sobre o sexo um pouco mais e, assim como faz com os alimentos, variar a 'dieta'", alertou .
 

Terra