0

Aos 50 anos, editora da Elle conta como é viver sem sexo: "dizem que é loucura"

5 ago 2013
16h12
atualizado às 16h12
  • separator
  • 0
  • comentários

Enquanto romances sobre aventuras sexuais recentemente ganharam posto de best-sellers mundiais, uma jornalista francesa, editora da revista Elle no país, está causando burburinho com livro que conta detalhes de sua vida celibatária.

<p>Sophie Fontanel diz que mulher tem que ter liberdade para decidir se quer ou não ter uma vida sexual</p>
Sophie Fontanel diz que mulher tem que ter liberdade para decidir se quer ou não ter uma vida sexual
Foto: Reprodução

Sophie Fontanel, de 50 anos, tranformou-se em 'escândalo' em meio a grande valorização do sexo na maioria das culturas.

Em A arte de dormir sozinha,  a autora conta fatos que aconteceram com ela em meio a piadas sobre o assunto. Sophie diz que não se considera assexuada, celibatária ou em abstinência sexual. Ela prefere definir sua situação como "singular".

A escritora afirma que liberdade sexual é poder dormir com quem e quando quiser, mas também optar por não fazer sexo. "As pessoas dizem que isso é loucura, perguntam como é possível. Falam comigo como se eu fosse um animal", disse ao jornal Sunday Telegraph.

Sophie terminou o período de celibato quando começou a se relacionar com um homem então casado e que hoje é seu parceiro. "Se você se força a fazer amor, sua vida sexual não é tão boa como imaginou ou esperava, se você não se sente respeitada, pode parar? A resposta é sim", afirmou.

No livro, Sophie conta que sentia falta de dois aspectos da vida sexual: da perda de controle e de ter alguém com quem ficar abraçado.

Fonte: Ponto a Ponto Ideias Ponto a Ponto Ideias
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade